Image

MANOLIS D.LEMOS

17.12.21 — 11.03.22

image

When I Think of you I Shiver in Awe [Quando penso em ti, estremeço de assombro] apresenta uma série de obras de Manolis D. Lemos que se podem descrever como paisagens figurativas, mas abstratas, que resultam de uma expressão emocional partilhada e de uma reflexão sobre a terra e o mar, o futuro e o nubiloso. As obras retratam vistas da terra semirreconhecíveis e visões produzidas por uma ferramenta de inteligência artificial, que foi originalmente projetada e «treinada» — desde 2018 — pelo artista em colaboração com o cientista de computação teórica e professor no MIT Constantinos Daskalakis e a sua equipa no MIT Computer Science and AI Lab. Para esta exposição, o artista alimenta a inteligência artificial com fotografias de paisagens gregas que ele próprio tirou, um grande conjunto dos seus expressivos desenhos, assim como outros materiais de aprendizagem, numa tentativa de mediar e produzir imagens sensíveis utilizando um logaritmo de aprendizagem profunda. As imagens geradas dependem e são afetadas por este processo de treino, que funciona como um gesto central. A imagem é então transferida para uma tela de linho tratada e preparada, e depois é parcialmente pintada a óleo pelo artista, que completa ou equilibra a composição e expande suas qualidades expressivas e híbridas. Através deste ciclo de produção, aberto e colaborativo e com importância política para o artista, Manolis D. Lemos pretende problematizar as noções de autoria, responsabilidade moral, gesto poético e expressão emocional de uma forma que materializa uma visão que é essencialmente pessoal.


Manolis D. Lemos (n. 1989) é um artista grego radicado em Atenas. Estudou na Athens School of Fine Arts e na Central Saint Martins College of Art and Design, em Londres, e trabalha numa variedade de suportes, como a pintura, o vídeo, fotografia, escultura, instalação e som, focando-se nas formas como sonhamos com o amanhã e em exemplos de antigos estados de prosperidade que se deterioraram, refletindo em modos de os projetar no futuro. Em 2018, participou na New Museum Triennial, Songs for Sabotage, com curadoria de Alex Gartenfeld e Gary Carrion-Murayari e recebeu a bolsa de artista da Stavros Niarchos Foundation. Em 2017, foi artista residente por nove meses no Pavillon Neuflize OBC, o programa de residências do Palais de Tokyo em Paris. Participou em várias iniciativas do 89plus, um projeto de investigação internacional fundado por Hans Ulrich Obrist e Simon Castets. Entre as suas exposições mais recentes incluem-se: Feelings, Korinis 4, CAN Christina Androulidaki gallery, Atenas, 2019; dusk and dawn look just the same, PiK, Colónia, 2019; Fallen Empires and Refound Desires, Horst Arts & Music, ASIAT, Bruxelas, com curadoria de Evelyn Simons, 2019; Tomorrow’s Corporate Love (Forgetting from Athens), Palais de Tokyo, Paris, 2017; Crooked Grid Crude Carrier, CAN Christina Androulidaki Gallery, Atenas, 2015; Feral Remnants/Oinousses, CAN Christina Androulidaki Gallery, Atenas, 2013. Manolis D. Lemos é membro fundador da Serapis Maritime e da Arbit City.

Exposições Anteriores
+ AXECIDYR – looking up from underneath

Ver mais

+ JORGE PINHEIRO

Ver mais

+ LUGARES COMUNS

Ver mais

+ MALALA ANDRIALAVIDRAZANA

Ver mais

+ Mesa dos sonhos: Duas coleções de arte contemporânea

Ver mais

+ PLAGUE VECTOR

Ver mais

+ Síntese Ativa

Ver mais

+ Oliver Laric — Walking Sideways

Ver mais

+ Corpo, abstracção e linguagem na Arte Portuguesa

Ver mais

+ Comedores de Rosas, ides beber da Lua!

Ver mais

+ The anthropologist in me

Ver mais